top of page

A Menina Silenciosa - Muito além das palavras

Por Murilo Brum


Irlanda rural, 1981. Em A Menina Silenciosa, de Colm Bairéad, conhecemos a história de Cait, garota de nove anos, de família bem pobre e cheia de problemas. O pai é alcoólatra e viciado em jogos de azar, e a mãe, com muitos outros filhos, acaba não dando a devida criação à menina. Cait é bem tímida e reservada, em uma idade em que a timidez costuma andar perto da solidão. Em casa, ela é quase invisível e não se dá bem com as irmãs, na escola não tem amigos e sofre bullying. Quando a mãe descobre que está grávida de novo, o pai leva Cait para passar um tempo na casa de uns primos, em um lugar bem distante. Lá, ela começa a receber cuidado, carinho e descobre uma nova forma de viver. 


Baseado em um famoso conto da escritora irlandesa Claire Keegan, o longa-metragem é falado em gaélico irlandês, e se tornou a maior bilheteria de todos os tempos de um filme nessa língua nativa. Além disso, foi o primeiro filme irlandês a ser indicado ao Oscar de Melhor Filme Internacional. 


A Menina Silenciosa é incrivelmente comovente, ao tratar de temas pesados ​​de uma forma sensível e delicada. E isto, em grande parte, graças à excelente atuação da atriz mirim Catherine Clinch. Como Cait não fala muito, sua expressão corporal é fundamental. Desta forma, Catherine consegue transmitir, com sutis expressões, as complexas emoções de sua personagem. Basta mover a cabeça, os olhos, ou fechar a boca e, na hora, você sabe o que ela está sentindo.


E devido a todo o contexto problemático em que ela está inserida, desde o início, sentimos empatia com essa menina silenciosa e torcemos para que as coisas melhorem em sua vida. O diretor estreante Colm Bairéad potencializa isso ao contar a história do ponto de vista de Cait: suas tristezas, sentimentos e a falta de maturidade emocional para lidar com a situação. 


Sem apelar para o sentimentalismo barato, o filme transmite emoção de forma natural e sutil, explorando temas como solidão, isolamento, e a luta de uma garota para encontrar a própria voz em uma sociedade que parece não conseguir ouvi-la. E, principalmente, mostrando com realismo as consequências que uma família disfuncional e negligente pode ter na vida de uma criança. 


Em síntese, A Menina Silenciosa traz em si uma poderosa mensagem sobre a importância da empatia e dos cuidados que, normalmente, a infância e pré-adolescência tanto carecem. Com certeza, você sairá da sala de cinema com os olhos cheios de lágrimas. 


Confira o trailer




A Menina Silenciosa | Estreia 21.12.2023 | Dir. Colm Bairéad | Irlanda | Drama | 96 min.

Comentarios


bottom of page