top of page

Assassinos da Lua das Flores - Uma terra encharcada de petróleo e sangue

Por Larissa Reis


Esta é uma história de um povo chamado Osage, índios americanos que foram forçados a deixar a sua terra, e assim colocados em um canto seco e pedregoso de Oklahoma, nos Estados Unidos. Contudo, a descoberta de uma imensa reserva de petróleo consagrou os Osage como o povo nativo norte-americano mais rico do mundo nos anos 1920. Essa seria sua glória e também a sua desgraça.


Adaptado do romance best-seller de não-ficção que leva o mesmo nome, Assassinos da Lua das Flores, escrito por David Grann, está nas mãos do aclamado diretor Martin Scorsese. O filme, que teve seu debut no Festival de Cannes deste ano, foi ovacionado pelo público e conquistou a atenção da crítica.


Denominados como os “milionários vermelhos”, os Osage viviam em mansões, vestiam casacos de pele, usavam joias caras e tinham empregados brancos. Rompendo todos os estereótipos que se tinha até então, como, por exemplo, “primitivos e selvagens”. Algo que não agradou a sociedade americana da época.


É nesse ponto que o filme se baseia. Logo após a conquista da riqueza do povo indígena, muitos membros dos Osage começaram a desaparecer misteriosamente, e muitos foram encontrados mortos por meio de assassinatos criminosos. Uma obscura conspiração de homens brancos, em conivência com as autoridades e as forças de segurança, iniciou um lento e implacável trabalho de roubo e extermínio para acabar com os Osage e ficar com o dinheiro do petróleo, período que os nativos definiram como uma “orgia de golpes e exploração”.


O medo dos nativos era que os direitos de exploração e herança da reserva de petróleo chegassem a mãos alheias através da miscigenação de sua linhagem. É aí que entra William Hale, mais conhecido como o “Rei das colinas Osage”, um dos homens mais diabólicos da época. No filme ele é interpretado por ninguém menos que Robert de Niro, parceiro artístico de longa data de Scorsese. William Hale casava seus sobrinhos com filhas de índios para depois eliminá-los e herdar toda a fortuna do petróleo. Um desses sobrinhos é Ernest Burkhart, interpretado por Leonardo DiCaprio, que se casa com Mollie Burkhart, vivida por Lily Gladstone, personagens que retratam com chocante realismo um episódio abominável e brutal da História Americana.


Com o aumento do número de vítimas, um Ranger texano chamado Tom White começa a investigar os assassinatos dos Osage, em uma das conspirações mais assombrosas já ocorridas. White fora enviado pelo então jovem J. Edgar Hoover, encabeçando a primeira investigação importante de assassinato do órgão que logo passaria a se chamar FBI.


Assassinos da Lua das Flores pode ser visto como uma dança lenta e mortal de exploração e traição. Um filme sobre conceitos de ética e como a nação americana prosperou – após sua Independência em 1776 –, sendo ainda um reflexo honesto de como o mundo funciona até hoje. Aqui vemos como o derramamento de sangue pode ser tão doloroso quanto a brutalidade da dúvida.


Confira o trailer



Assassinos da Lua das Flores Estreia | 19.10.2023 | Dir. Martin Scorsese | EUA | Drama/Faroeste | 206 min

Comentarios


bottom of page