top of page

Criaturas do Senhor: O regresso da tormenta

Por Murilo Brum


O que você faria se seu filho fosse acusado de abusar sexualmente de uma jovem e, quando indagado pelas autoridades, ele mentisse dizendo que estava em casa com a família? Você, como mãe, sustentaria esse falso álibi e encobriria os crimes do seu filho ou diria a verdade? Até que ponto você iria para protegê-lo?


Esse é o fio condutor de Criaturas do Senhor, filme irlandês que une drama e thriller psicológico, com direção de Saela Davis e Anna Rose Holmer, produzido pela A24, a nova queridinha dos cinéfilos, junto com a BBC Film, e que chega aos cinemas brasileiros no dia 13 de abril.


Situada em uma remota vila de pescadores irlandesa, Aileen fica muito feliz quando Brian, seu filho pródigo, retorna para casa, sem avisar ninguém, depois de mais de sete anos na Austrália.


Aileen faz de tudo para ajudar o filho a arranjar trabalho e o mima o máximo que pode. Para ela, quaisquer erros que Brian tenha cometido devem ficar no passado e ele merece uma chance de provar que mudou. Enquanto isso, o pai e as irmãs parecem desconfiados desse retorno repentino, sem explicações.


Até que Brian é acusado de ter estuprado uma jovem, colega de trabalho de sua mãe, numa noite quando saía de um pub.

Quando questionada pela polícia sobre o paradeiro do rapaz na noite em questão, Aileen é forçada a escolher entre proteger seu filho ou sua própria moral.

No entanto, a repercussão dessa escolha desencadeia uma série de consequências desesperadoras a todas as partes envolvidas.


Criaturas do Senhor discorre muito sobre os efeitos psicológicos e emocionais desse crime, principalmente na mãe. Ela se sente culpada e com medo, e sentimos sua agonia e decepção pelo ato cometido pelo filho.


Estrelado pela experiente Emily Watson, no papel da mãe, que entrega uma performance emocionante. Não há atriz melhor para transmitir emoções sem pronunciar uma única palavra. Muitas vezes, o filme fica em silêncio e ela, somente com o olhar, comunica sutilmente vários sentimentos e conflitos internos de sua consciência.


No papel do jovem Brian está Paul Mescal, ator irlandês em ascensão, indicado ao Oscar 2023 por sua grande atuação no filme Aftersun. Ele retrata perfeitamente o filho que sabe como manipular sua mãe amorosa, o mesmo que em um primeiro momento se apresenta como um rapaz charmoso e carismático, mas que ao longo do filme prova ser um tipo repugnante.


Formado por uma comunidade fortemente patriarcal, a população local está enraizada em tradições, superstições e uma rotina muito bem estabelecida onde os homens pescam, enquanto as mulheres trabalham na fábrica de ostras.


À medida que o drama se intensifica, as diretoras usam desse cenário para explorar os aspectos nocivos da masculinidade, e como as mulheres são intimidadas e esnobadas quando sofrem agressão sexual.


Criaturas do Senhor é um thriller psicológico intenso que consegue abordar grandes controvérsias e questões éticas sobre família e sociedade, de maneira íntima, sutil e emocionante.


Também nos faz refletir sobre as escolhas e decisões neste cenário complexo da trama. Ao final da sessão, fica a absoluta certeza de que não esqueceremos desse filme tão cedo.


Confira o trailer




Criaturas do Senhor | Estreia 13.04.2023 | Dir. Saela Davis e Anna Rose Holmer Irlanda | Drama/Suspense | 100 min.

ความคิดเห็น


bottom of page